Empreendedorismo

Formalização – Parte II

Como eu já comecei a contar no post Formalização – Parte I (se não leu ainda, é só clicar aqui), eu resolvi formalizar a minha empresa e estou contando como está sendo o processo. Na verdade eu já terminei e vou contar como foi.

Na verdade, antes de começar eu quero compartilhar algumas coisas:

Eu tinha uma empresa que não estava funcionando há mais de 10 anos, na época o nosso contador não nos orientou corretamente, disse que fechar a empresa seria muito caro e trabalhoso e que era melhor deixar como estava, não alertou sobre as complicações que poderia ter e como evitá-las. Então, procure sempre um contador de confiança, pesquise e se ainda tiver alguma dúvida, procure uma segunda opinião.

Outra coisa, eu conheci pessoas que tem medo de formalizar, acham que é um bicho papão e que vai trazer mais custos e às vezes não tem noção de como tudo funciona. Sei que ainda falta muito para atingirmos o ideal, porém a legislação brasileira tem se modernizado e simplificado para beneficiar empreendedores e empresários através do SIMPLES e do MEI, informe-se!

Bem, então vamos ao que interessa!

Fui ao SEBRAE fazer a capacitação  O Microempreendedor individual – o passo a passo para a formalização. A palestra tem aproximadamente duas horas de duração e foi bem esclarecedora. Vi que neste momento ainda não é necessário ter um contador, todo o apoio necessário é oferecido pelo próprio SEBRAE ou pelo Núcleo de Apoio ao Microempreendedor aqui da minha cidade. Aprendi sobre a importância da declaração anual de rendimentos, sobre os meus direitos e deveres. Valeu a pena!

O próprio SEBRAE informa ao Núcleo de Apoio ao Microempreendedor os nomes de quem participou da capacitação.

Aí juntei a minha documentação e fui lá mais uma vez tentar abrir a minha empresa. No meu caso a documentação pedida foi identidade, CPF, título de eleitor, comprovante de residência, carnê do IPTU e imposto de renda (tudo cópia), porém isto pode varia de acordo com a sua atividade e situação.

Foi super simples e rápido! Em menos de 30 minutos eu já estava com o meu cartão de CNPJ na mão, cerificado do MEI e ainda por cima, eles deram a entrada no alvará lá da Prefeitura para mim.

Agora já sou uma pessoa jurídica e você também pode ser. É simples, rápido e barato.

cnpj-2
Imagem da Internet

Eu não sou especialista no assunto, porém se quiser saber como foi o meu processo para formalizar a minha empresa, entre em contato aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s